Montevideo é uma capital que surpreende pelo seu ar tranquilo, seus pontos turísticos, suas belezas naturais, o churrasco, as bebidas típicas e a simpatia do seu povo. Essas qualidades fazem dessa cidade um destino único na América do Sul!

Acompanhe o roteiro …
Quem acompanhou o meu último post sabe que eu cheguei à cidade vindo de Buenos Aires com uma passagem mágica pela linda Colonia del Sacramento.  Portanto, minha porta de entrada foi o moderno terminal rodoviário Tres Cruces. No terminal é possível trocar um pouco mais de dinheiro -para pagar o táxi até o hotel – e comprar passagens para alguns destinos como Punta del Este.

Na primeira noite, como me hospedei no Barrio Sur, próximo ao Baar FunFun, fui aproveitar uma típica noite regada a tango e medio y medio.

O show começa com uma bela apresentação ao vivo, dois músicos extremamente talentosos, um na voz e outro ao violão tocam o melhor do tango uruguaio. Mas o melhor da noite com certeza é o casal de bailarinos que se apresenta nos intervalos desse show, com uma performance intimista de tango de tirar o fôlego!

Aproveitando no primeiro dia…
Pra quem vai ficar hospedado no centro ou próximo dele, nada melhor do que começar a seu passeio pela avenida mais famosa de Montevideo, a 18 de Julio!

Comece o tour pelo lindo Mirante da Intendecia, do alto dos seus 22 andares o mirante oferece uma vista 360° da cidade com indicações dos pontos turísticos e importantes da cidade, além de uma elevador panorâmico com vista para o vasto Rio Del Plata.

Em seguida, bem próximo  dali está o Mercado de los Artesãos, além de ser um ponto pouco explorado por turistas e frequentado mais pelos uruguaios, esse mercado tem preços mais em conta que o famoso Mercado Del Puerto que fica na Ciudad Vieja.  Volte para a 18 de Julio e caminhe até a Fuente de Los Candados, a fonte fica na esquina com a rua Paseo Yi. Trazida do México para a cidade, ela é simbolo dos casais apaixonados que visitam Montevideo. Diz a lenda que o casal que escrever suas iniciais em um cadeado e prendê-lo a fonte voltará à cidade e ficará pra sempre apaixonado!

Intendencia de Montevideo
Vista do Mirante de la Intendencia
Fuente de los Candados
Praças

Desbrave a avenida até chegar ao famoso Palacio Salvo, construído em 1928, ele chegou a ser o prédio mais alto da América do Sul por vários anos. De fato, uma construção que impressiona pela sua grandiosidade e valor histórico. Ele compõe o cenário emblemático da Plaza Independencia, que ao centro tem a estátua do grande herói nacional General Artigas. Ao lado do monumento existe uma entrada que dá acesso ao grandioso mausóleo de Artigas.

A alguns passos dali encontra-se o Teatro Solís, inaugurado em 1856. Seu interior impressiona pela beleza de seus detalhes e a conservação da construção secular. Com certeza é um dos pontos altos do centro da cidade e vale uma visita guiada!

Saindo do teatro, a alguns passos encontra-se a Puerta de la Ciudadela, que divide o centro da Ciudad Vieja. Após atravessar a porta você já pode caminhar tranquilamente pela rua de pedestres Sarandí. Aproveite para explorar a feirinha de antiguidades que fica por ali, as livrarias, cafés e as lojinhas do local.

Ruas da Ciudad Vieja
Fachada do Teatro Solis
Interior do Teatro Solis

Caminhar pela Ciudad Vieja é uma volta ao passado, tudo ali tem aquele ar de cidade antiga, que parece ter o seu próprio tempo, as pessoas caminham calmas e não lembra nada a correria dos grandes centros brasileiros como Rio de janeiro e São Paulo.

Dica: explore cada lugar, entre em algumas lojas, converse com as pessoas. Entramos em uma loja de vinhos, sem nenhuma pretensão, a Esencia Uruguay. Optamos por fazer uma degustação de vinhos, que foi uma experiencia incrível na viagem! Os vinhos eram maravilhosos e servidos com queijos, pães e frutas, e a simpática dona do local fez tudo ficar ainda mais agradável, pois batemos um bom papo ótimo sobre vinhos, Montevideo, Brasil e etc. Regados com a gentileza e simpatia ímpar do uruguaio.


Mercado Del Puerto

O templo do churrasco é parada obrigatória para quem adora carne. Ele é aquele típico passeio turístico, mas vale a pena pela rica experiência gastronômica e etílica, é claro. O medio y medio bebida símbolo do mercado não pode ficar de fora do seu pedido. Dica: escolha o restaurante com calma, existe muito assédio dos funcionários em cima dos turistas. Mas vá com calma, escolha o que tiver melhor custo/benefício, os restaurante lá tem uma preço incomum até mesmo pra Montevideo que é uma cidade cara.

Após o almoço aproveite para caminhar na Rambla que fica bem próxima ao Mercado, um passeio imperdível!

Hora de voltar para o hotel, recuperar forças para curtir a noite montevideana…

Candy Bar

Esse bar foi um achado muy rico, como diriam os uruguaios. Eu tinha lido sobre eles no blog “Uruguay por uma brasileira“, porém o relato era de cafe da manhã no local. Descobri que eles funcionavam a noite e ficava perto do nosso hotel. Caminhamos até lá, e quando chegamos ao bar  as mesas estavam completas, pois o lugar é pequeno, restava ainda o balcão. Me apaixonei logo de cara pela estética do bar, todo decorado em estilo retrô, e tocava uma música ambiente bem legal.

Mesmo sentados em um local meio apertado, valeu muito a experiência, os donos foram super simpáticos e solícitos. As bebidas eram maravilhosas e eu comi o melhor sanduíche de salmão da minha vida. Jamais esquecerei e voltarei para degustá-lo em breve…rs!


Descobrindo a belezas da ramblas…

Começamos o segundo dia fazendo uma caminhada pelo lindo Parque Rodó. O principal parque da cidade é perfeito para curtir um pouco de natureza, pedalinhos e até exposições ao ar livre. Ele fica em frente a Playa Ramirez ao lado do Parlasur, e bem próximo dali existe também um parque de diversões.

Aproveite para seguir caminho pela rambla que parece ser infinita…rs! Dali fomos conhecendo cada detalhe e chegamos em Punta Carretas, pausa perfeita para um almoço na tradicional lanchonete uruguaia La Passiva, na qual pedimos um clássico Chivito.

Seguimos caminhando para o Castillo Pittamiglio…
O Castelo foi propriedade de um ilustre milionário uruguaio,  Humberto Pittamiglio, construído e idealizado pelo seu proprietário o castelo guarda muitas lendas e é rico em simbologia. Pittamiglio era alquimista e membro da maçonaria e quis perpetuar suas crenças ali. Existe um tour guiado e eu recomendo muito, ele acontece as terças, quintas, sábados às 17:00 da tarde.

Como estava um pouco frio resolvemos ir até Pocitos de táxi, e lá pudemos tirar a clássica foto no letreiro da cidade.

Já ia escurecendo e a magia da cidade se revelava, algo em Montevideo é mágico, não sei se são as luzes, as construções antigas, sua orla enorme banhada pelo rio ou as palmeiras…agora mais do que nunca não entenderei porque algumas pessoas acham Montevideo um roteiro paradão. A cidade tem o seu charme, o seu tempo, e tudo parece ser tranquilo e é, uma capital com ar de cidade do interior com pessoas encantadoras e vinhos maravilhosos.

Nos vemos no próximo post, desbravando Piriápolis e Punta Del Este.

Por: Igor Guimarães

Sempre em busca de novas experiências etílicas, gastronômicas e culturais!

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *